Archive

Archive for outubro \07\UTC 2009

Um repositório para o VirtualBox


Tempos atrás, escrevi um post sobre o uso do VirtualBox no Fedora. No entanto, o que eu não havia percebido (por preguiça de usar o scroll  do mouse, talvez) é que ao invés de você ter de fazer diretamente o download do rpm para o Fedora, você pode adicionar um repositório para o mesmo. Esse repositório está disponível para o Fedora 8 em diante.

Antes de mais nada, queria dizer que uma versão Open Source existe no RPMFusion e você pode instalar ela via yum sem problemas. Basta fazer

# yum install VirtualBox-OSE

Mas você terá de instalar também os módulos para o seu kernel e outras coisas mais que queira. Dê uma pesquisada com

# yum search VirtualBox

para ver isso.

Mas eu mesmo prefiro uma outra versão, devido a pequenos detalhes que para mim são importantes.

Para instalar esse repositório, é bem simples. Importe a chave pública com o comando:

# rpm --import http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian/sun_vbox.asc

Depois disso, crie o arquivo virtualbox.repo dentro do diretório /etc/yum.repos.d e adicione o seguinte conteúdo a ele:

[virtualbox]
name=Fedora $releasever - $basearch - VirtualBox
baseurl=http://download.virtualbox.org/virtualbox/rpm/fedora/$releasever/$basearch
enabled=1
gpgcheck=1
gpgkey=1

Salve o arquivo e pronto! Agora você pode simplesmente instalar o seu VirtualBox sem problemas:

# yum install VirtualBox

Depois (re)compile os módulos para seu kernel:

# /etc/init.d/vboxdrv setup

Se você tiver algum problema, dê uma lida no post anterior.

—————–

Fonte: www.virtualbox.org

Migrando para o Pinguim: Particionamento, Método I.


Primeiro post da série Segundo post Terceiro post Quarto post Quinto Post

———————–

Dando continuidade a série Migrando para o Pinguim, iremos nesse post arranjar um espaço para o Fedora no seu HD a partir de uma nova instalação do Windows. Lembrando que o que queremos é que no final Windows e Linux no HD, em dual boot. Isto é, poderemos utilizar tanto um quanto o outro pois no momento em que você ligar seu PC, um gerenciador irá te dar essa opção.

Pois bem, esse post leva em conta que você,  além de querer migrar para o Pinguim, quer formatar seu PC e reinstalar o Windows porque este mesmo está está cheio de vírus, muito lento e blabláblá. O próximo artigo irá tratar de um outro método de particionamento. Ele irá redimensionar seu HD para que haja espaço para o Fedora, mas sem que haja necessidade de reinstalar o Windows. Você pode escolher entre essa maneira desse post (recomendado) ou a do próximo.

Eu não entrarei em detalhes sobre a configuração do Windows depois que terminar a instalação (instalar programas, os drivers para a placa de som, rede, video, etc), mas deixarei indicado e facilmente você conseguirá fazer isso.

Eu escolhi o Windows XP em vez do Vista porque o Vista quase ninguem gostou, é super pesado  e.. as pessoas realmente não gostaram dele. Preferem o XP.

Este artigo está um pouco grande, mas o procedimento é bem simples e intuitivo, na minha opinião.

Leia mais…